A propriedade centenária do Ribatejo acaba de lançar o Quinta da Alorna Rosé 2017

A Touriga Nacional, uma das mais nobres castas portuguesas, plantada na zona da Charneca da Quinta da Alorna, acaba de dar origem a mais uma das mais sedutoras propostas do portefólio da histórica propriedade: Quinta da Alorna Rosé 2017.

Da extraordinária vindima de 2017 surgem alguns dos melhores bagos de Touriga Nacional, que foram gentilmente desengaçados, ficando em contacto pelicular até o mosto adquirir a leve e sublime tonalidade rosa por que se destaca este vinho. Seguiu-se a sangria das uvas, clarificação e fermentação, com temperatura controlada de 15º C em cuba de inox, surgindo assim esta nova colheita.

Apontando para um patamar de excelência, Quinta da Alorna Rosé 2017 surpreende pelo aroma muito frutado, marcado pela groselha, framboesa e morango. O seu sabor intenso e persistente confirma as notas aromáticas, tendo um final de boca muito suave – combinando de forma subtil com pastas, saladas, sushi e entradas, além de ser também a opção ideal quando servido como aperitivo.

“Propusemo-nos a criar um Rosé de exceção e o objetivo foi conseguido, através da utilização de uvas que vêm de parcelas que apresentam caraterísticas diferenciadoras, da Charneca e de terrenos predominantemente argilo-arenosos, capazes de o dotar de elegância e frescura”, afirma a enóloga da Quinta da Alorna, Martta Reis Simões.

(Visitas 26 , 1 visitas hoje)
  • 10
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    10
    Shares