Cartaxo vai ter dois novos médicos de família

(Publicado em: 31 Janeiro, 2019)

Até março deste ano, dois novos médicos estarão a prestar serviço no concelho do Cartaxo.

Segundo a informação dada pelo Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Lezíria à autarquia do Cartaxo, o lugar deixado vago na USF D. Sancho I, em Pontével, pela saída de um médico, no passado mês de dezembro, será preenchido dia 1 de março, dando resposta a 1821 utentes.

Já a Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados (UCSP), que partilha as instalações com a Unidade de Saúde Familiar Cartaxo Terra Viva, vai receber mais um médico especialista em Medicina Geral e Familiar, a partir do início de fevereiro.

Para o Presidente do Município, Pedro Magalhães Ribeiro, a vinda de dois médicos de família “é uma notícia de enorme importância para os utentes do concelho”, mas mantém o pedido de audiência à Ministra da Saúde, Marta Temido.

O autarca entende que a entrada de um novo médico para a USCP “não resolve inteiramente a diferença de acesso entre utentes desta unidade e os inscritos na USF Cartaxo Terra Viva, ainda mais quando falamos de duas unidades a atuar nas mesmas instalações”.

“Queremos mostrar a nossa disponibilidade ao Ministério da Saúde para trabalharmos em conjunto no sentido de estabilizarmos o número de médicos de família no nosso concelho e melhorarmos as infraestruturas de saúde do nosso concelho”, explicou Pedro Magalhães Ribeiro.

O autarca reforça ainda que “é urgente a intervenção do Ministério da Saúde na extensão de saúde de Vale da Pedra” e reivindica ainda “a imperiosa necessidade do Ministério da Saúde investir na manutenção das instalações de saúde existentes no Cartaxo e em Pontével, que carecem de pintura, de reforço de isolamentos e da reparação de diversas zonas de pavimento”.

O Município recebeu ainda a informação que a UCSP se transformará numa USF, assim que reúna os requisitos organizativos exigidos pelo Ministério da Saúde, o que para Pedro Magalhães Ribeiro “motiva a intensificar a reivindicação de que esta mudança venha a ocorrer quanto antes”.

Relacionadas: Presidente da Câmara do Cartaxo pede audiência urgente com a Ministra da Saúde