Stick to the Music – novo disco de Rodrigo Serrão no Centro Cultural do Cartaxo

Com os convidados especiais Maria Ana Bobone, Fernanda Paulo, Joana pessoa e Andrés Peres, o músico vem ao Cartaxo para um concerto concebido para explorar emoções e viajar através da música do seu novo disco Stick to the Music.

Conhecer um instrumento solista de extraordinária riqueza – o Chapman Stick –, assistir à interpretação de peças clássicas e tradicionais de raiz europeia, por um exímio instrumentista e participar na apresentação do seu novo disco, é o que pode reservar para a noite do próximo dia 11 de fevereiro, sábado, às 21h30, no Centro Cultural do Cartaxo.

Rodrigo Serrão é o primeiro artista em Portugal a apresentar um concerto de Chapman Stick – imagine um piano, uma guitarra, um contrabaixo e uma harpa, todos combinados num único instrumento –, e vem ao Cartaxo para um concerto de lançamento do seu mais recente trabalho discográfico. Para Stick to the Music, o músico escolheu um repertório que é uma janela aberta sobre quem somos, sobre a paisagem que nos habita e constrói as nossas memórias e vidas – “as noites de Verão e as tardes de Primavera… os campos, as amoras e as silvas…. as casas e os becos, os bairros, os barcos e as traineiras, as gaivotas e o Atlântico… os amores e as paixões… os rebanhos, os cães, os cavalos e a campina…ou a planície e o horizonte! O doirado do trigo ou o cinzento do granito… o orvalho pela manhã… o pôr-de-cada-sol e a saudade”.

 Rodrigo Serrão

Músico, compositor e produtor, Rodrigo Serrão participou em concertos por todo o mundo e gravou em mais de uma centena de discos. Trabalhando com os mais influentes artistas portugueses do Jazz ao Fado e da Pop à World Music, é um músico numa constante busca de desafios onde possa expressar por inteiro a sua criatividade. Atualmente é o único músico em Portugal a apresentar um concerto de Chapman Stick.

O Instrumento

Com uma implantação crescente ao longo dos anos, exponenciada mais recentemente com o acesso generalizado à informação que a internet proporciona, este instrumento criado por Emmet Chapman em 1969 é, em termos histórico-musicais, o grande herdeiro de uma tradição cujos últimos casos de sucesso remontam a Adolphe Sax com a invenção do saxofone (séc XIX) e a Bartolomeo Cristofori, reconhecido como o inventor do Piano (séc. XVIII). A particularidade comum a todos estes casos foi a criação de um instrumento novo, de tal versatilidade que a sua utilização se generalizou, ultrapassando todas as barreiras estéticas e de linguagem musical.

No caso específico do Chapman Stick, as possibilidades de utilização são semelhantes às do piano. É um instrumento de cordas (10 ou 12) no qual se utiliza maioritariamente o “taping” (técnica de pressionar uma corda provocando assim a sua vibração), tem uma tecitura de 5 oitavas e meia e a possibilidade de utilizar todos os dedos de cada mão em simultâneo para emitir notas. Difere no entanto a partir daí – tem um som característico e é um instrumento de corda pressionada o que equivale a dizer que o instrumentista controla desde o início até ao fim toda a expressão sonora, utilizando todas as técnicas tradicionais destes casos: desde glissandos, vibrato, etc.

É, hoje em dia, utilizado em todos os géneros musicais: desde o repertório “clássico” até à música pop (faz parte dos instrumentos que acompanham o cantor Peter Gabriel desde a década de 80), é também um instrumento solista de extraordinária riqueza uma vez que é possível ao instrumentista fazer três papéis diferentes em simultâneo: Baixo, Harmonia e Melodia. Um bom exemplo mundialmente reconhecido, é o do solista Norte-americano Bob Culbertson ou, no universo do Jazz, Alphonso Johnson (é famoso o seu dueto com o guitarrista Carlos Santana).

https://www.facebook.com/rodrig0serrao

BILHETES 3,50 EUROS

INFO 243 701 600 [quarta-feira a sábado – 15h00 às 22h00 / domingo – 15h00 às 19h00]

ou ccultural@cm-cartaxo.pt   

 

(Visitas 137 , 1 visitas hoje)
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •