Greve da função pública afeta escolas locais

(Publicado em: 26 Outubro, 2018)

A greve nacional dos trabalhadores da administração pública, realizada esta sexta-feira, 26 de outubro, encerrou várias escolas e serviços no distrito de Santarém.

No Cartaxo, encerraram o Jardim de Infância de Vila Chã de Ourique, a Escola Básica nº 2 do Cartaxo e a Escola Básica José Tagarro.

Esta decisão foi assumida pelo Diretor do Agrupamento de Escolas Marcelino Mesquita, Jorge Tavares, por “não estarem reunidas as condições mínimas de segurança, higiene e alimentação, devido à adesão à greve de um elevado número de Assistentes Operacionais”.

Segundo a informação adiantada pela CGTP de Santarém, também fecharam portas a Escola Secundária Dr. Ginestal Machado (Santarém), Escola EB 2,3 D. Miguel Almeida (Abrantes), Escola Secundária de Alcanena, Escola EB 2,3 José Relvas (Alpiarça), Escola EB1 e Jardim de Infância da Chamusca, Centro Escolar do Bonito (Entroncamento) e Escola Secundária Artur Gonçalves (Torres Novas).

No Centro Hospital do Médio Tejo, cerca de 70% dos funcionários aderiu à greve (em especial no Hospital de Tomar com uma adesão de 95% de adesão à greve) e no Hospital Distrital de Santarém várias especialidades funcionaram em serviços mínimos, como é o caso das urgências.