Possibilidade de alargar plataforma de circulação da Ponte Dona Amélia é avaliada

(Publicado em: 31 Janeiro, 2019)

A Infraestruturas de Portugal (IP) assumiu o compromisso no sentido da equipa projetista, que saiu do concurso recentemente adjudicado, avaliar a possibilidade técnica de alargar a plataforma de circulação na Ponte Rainha D. Amélia.

Apesar de a solução ser “complexa”, devido às características da infraestrutura rodoviária, o compromisso de avaliação foi aceite pela empresa depois de uma reunião com os Presidentes das Câmaras Municipais do Cartaxo e de Salvaterra de Magos, que decorreu na sede da IP, em Almada, esta quarta-feira, dia 30 de janeiro.

Pedro Magalhães Ribeiro e Hélder Manuel Esménio insistiram no pedido de avaliação desta possibilidade, que acreditam que “pudesse ajudar um pouco mais a economia local e regional, em particular aqueles que se dedicam ao sector agrícola”.

O projeto, a elaborar num prazo estimado de 150 dias, incluirá o estudo da erosão dos pilares ao nível das fundações, o tratamento e a pintura de toda a estrutura metálica, a reparação integral do tabuleiro da ponte, em particular do seu pavimento e das suas grades de proteção e do sobre esforço a que os aparelhos de apoio têm estado sujeitos.

Na nota conjunta enviada pelas autarquias do Cartaxo e de Salvaterra de Magos, os municípios afirmam ter “fundadas expectativas que o concurso para a execução desta importante obra seja lançado ainda no decurso do corrente ano”.