Recado de Ouvinte para Quem Manda: Ponto de recolha de monos no Cartaxo

A descarga de resíduos não foi permitida pelos funcionários a um habitante do concelho do Cartaxo, que se deslocou ao ponto de recolha de resíduos de obras e outros, instalado na cidade, por alegadamente não existirem condições para o depósito.

“Dirigi-me à Ecolezíria para descarregar monos, resultantes do despejo de um imóvel.  O funcionário no local alegou que o camião, que faz o transporte destes monos para o aterro na Raposa, no concelho de Almeirim, esta avariado e que está à espera da máquina para compactar os resíduos nos contentores”, explicou o morador do Cartaxo a quem não foi permitido o despejo dos resíduos. “Tive de voltar para trás com a carga”, acrescenta.

O funcionário garantiu ao habitante lesado que já reportou a situação à empresa Ecolezíria, que afirmou não ter ainda previsão para a resolução do problema e que de momento não existe outra alternativa senão a não autorização de descargas.