Moradores queixam-se da falta de segurança

Moradores na Rua Dr. Manuel Gomes da Silva, no Cartaxo, não têm descanso. Troca de tiros, droga, e muito barulho ligados ao funcionamento do bar “Cafetaria d’Arte” até altas horas da madrugada, são os lamentos dos moradores na zona deste espaço comercial.

Nesta segunda-feira um de fevereiro, alguns munícipes moradores na zona em causa fizeram questão de demonstrar a sua indignação na reunião de Câmara.

Segundo os munícipes, a PSP não se tem esforçado o suficiente nesta matéria, e alegou mesmo que os moradores nunca conseguiram falar com os responsáveis da PSP, face ao clima de insegurança no local.

Pedro Magalhães Ribeiro, presidente do município, informou que o estabelecimento vai ter de passar a cumprir o horário de encerramento: até às 23 horas de domingo a quinta-feira, sextas, sábados e vésperas de feriados às 24h00, a proposta apresentada em reunião de câmara na segunda-feira dia um de fevereiro foi aprovada por unanimidade.

Marcada uma ação de medição dos níveis de ruído para os dias 20 e 21 de fevereiro. Em caso de incumprimento a coima pode chegar aos 12 mil 500 euros.

Deixe um Comentario

*