A resposta do Governo à crise sanitária e económica provocada pela pandemia Covid-19

Uma sondagem realizada pela Intercampus em Setembro, mostra uma avaliação genéricamente positiva sobre ação do Governo no combate à pandemia Covid-19.

No âmbito da crise sanitária 67,4% dos inquiridos neste estudo, classificam a resposta do Governo como sendo positiva e apenas 14,8% classificam como negativa.

No âmbito da crise económica, embora 58,5% dos inquiridos atribua uma nota positiva, no entanto, é importante realçar que a maioria das empresas têm se mostrado insatisfeitas e preocupadas com o futuro da economia, argumentando que os apoios atribuídos pelo Governo são insuficientes.

Infelizmente, podemos constatar que muitas vezes os apoios e os incentivos financeiros concedidos pelo Governo demoram a ter impacto na economia, pois, não se encontram acessíveis à maioria das empresas. Os processos para aceder a este tipo de programas continuam a ser demasiado complexos e burocráticos, tornando-se inacessíveis às micro e pequenas empresas que constituem o grosso do nosso tecido empresarial.

Neste sentido é desejável que os mecanismos de apoio à recuperação económica que estão agora a ser desenhados, bem como o novo Quadro Comunitário Portugal 2030, tenham em conta as caraterísticas particulares das empresas portuguesas.

Noticias relacionadas

Deixe um Comentario

*