Balcão Social chumbado em Samora Correia

(Publicado em: 26 Abril, 2019)

A criação de um Balcão Social foi chumbada em Samora Correia, no Concelho de Benavente.

Os eleitos da CDU e do PS rejeitaram, na Assembleia de Freguesia de Samora Correia, a proposta dos autarcas independentes, Nelson Lopes e Paula Rego, para a criação de um balcão social para apoio material (alimentos, roupa, calçado, medicamentos e mobiliário), psicológico e jurídico às famílias com carências, residentes na localidade de Samora Correia.

A justificação apresentada para a rejeição desta proposta é que “as ofertas existentes com a Cáritas, Fundação Padre Tobias e Sorrisos da Lezíria são suficientes”.

Esta decisão foi tomada no mesmo dia em que foi extinta a Rede Social RLIS, que tinha um espaço de atendimento no Brejo, disponível cinco dias por semana, seis horas por dia.

Este projeto funcionou durante cerca de três anos, no concelho de Benavente, prestando apoio a mais de um milhar de famílias. A partir da próxima semana, o atendimento será feito apenas por duas horas, uma vez por semana. Os cidadãos passam a ser atendidos no serviço local da Segurança Social, às sextas-feiras, entre as 14h00 e as 16h00.

Para Nelson Lopes e Paula Rego, “o Balcão Social seria assim o garante de um trabalho de continuidade com base no voluntariado e com o devido apoio da Segurança Social e dos pares”.

“Lamentamos esta atitude da maioria comunista que revela enorme insensibilidade e falta de respeito por quem precisa, mas também por todos os que estão disponíveis para ajudar e não têm nem forma, nem espaço, nem suporte jurídico para o fazer”, afirmam os autarcas independentes.