Congresso do PCP é contributo para descrédito do Estado de Emergência

O congresso do PCP à semelhança da festa do avante, é mais uma decisão política que desacredita o que é pedido ao povo português e sobretudo a quem vive do comércio e restauração. O povo sente que em tempo de pandemia e de estado de emergência, há valores e princípios que não são iguais para todos e que os interesses políticos se sobrepõem ao interesse colectivo dos cidadãos e do país.

O governo do PS precisa do voto do PCP para viabilizar o orçamento para 2021 e dessa forma, poderá sobreviver políticamente, mais um ano. E o PCP continua igual a si próprio, desrespeitando as regras do Estado de Direito Democrático, para servir os seus próprios interesses. Este caminho é a meu ver, um contributo para o descrédito do Estado de Emergência e para PCP.

Opinião: Pedro Pereira,

Licenciado em Gestão Autárquica, Vereador da Câmara Municipal de Benavente e Autor do livro “Frases que podem mudar a sua vida”.

Noticias relacionadas

Deixe um Comentario

*