CONTRATOS DE CRÉDITO LESAM CONSUMIDORES

A DECO – Delegação Regional de Santarém, tem recebido reclamações de consumidores lesados depois de terem celebrado contratos de crédito com algumas Instituições de Crédito.

As reclamações dizem respeito a um aumento dos encargos mensais a pagar pelo consumidor, devido à subscrição de um seguro.

A adesão a esta modalidade, além de importar um encargo mensal adicional devido ao seguro associado, conduz a uma dilação do prazo de reembolso de crédito.

Ao celebrar o contrato de crédito e ao subscrever a referida modalidade, o consumidor em momento algum é informado que o número de prestações mensais que lhe são imputadas aumentou.

Nos contratos a que DECO teve acesso, não consta qualquer tipo de informação clara. Além disso, foram detetadas situações em que o campo do contrato relativo a adesão ao seguro, encontrava-se previamente assinalado.

No entendimento da Associação verifica-se a violação do Dever de Informação, a que as Instituições de Crédito estão legalmente obrigadas junto do consumidor, conduzindo a que este incorra em encargos não definidos no momento da celebração do contrato de crédito.

A prática descrita tem vindo a causar um grande prejuízo económico aos consumidores confrontados com esta situação.

A DECO já deu conhecimento ao Banco de Portugal e aconselha os consumidores lesados a reclamarem com intuito de obterem a devolução dos montantes pagos indevidamente.
João Poseiro – Jurista da DECO

Em caso de dúvida, contacte a Delegação Regional de Santarém da DECO, sita na Rua Pedro de Santarém, nº 59 – 1º Dto., deco.santarem@deco.pt ou através do telefone 243 329 950.

Deixe um Comentario

*