Covid 19 Balanço no Cartaxo e no resto do País

Publicado em 18 Abr 2020
Comment: Off

Cartaxo – Balanço sábado, 18 Abril 2020, 15h44

A comunidade de cidadãos indianos, por orientação da delegação de saúde do Cartaxo, já saiu das áreas de quarentena do Cartaxo e de Vila Chã de Ourique, sem nenhum caso positivo registado ao longo dos 14 dias de confinamento.

Nas últimas 24 horas registou se mais uma pessoa recuperada e mais uma pessoa em vigilância ativa. São, 18 casos positivos, 38 em vigilância ativa, 5 recuperados e 1 óbito.

Fonte: Delegação de Saúde do Cartaxo

Relacionadas: Alterações à Situação Epidemiológica no Concelho do Cartaxo / Cartaxo regista primeira morte por Covid-19

Covid-19: Portugal com 687 mortos e 19.685 infetados

Portugal regista hoje 687 mortos associados à covid-19, mais 30 do que na sexta-feira, e 19.685 infetados (mais 663), indica o boletim epidemiológico divulgado hoje pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Comparando com os dados de sexta-feira, em que se registavam 657 mortos, hoje constatou-se um aumento percentual de 4,6%.

Relativamente ao número de casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus, os dados da DGS revelam que há mais 663 casos do que na sexta-feira, representando uma subida de 3,5%.

A região Norte é a que regista o maior número de mortos (393), seguida pelo Centro (157), pela região de Lisboa e Vale Tejo (124), do Algarve (9) dos Açores (4), adianta o relatório da situação epidemiológica, com dados atualizados até às 24:00 de sexta-feira.

Das mortes registadas, 451 tinham mais de 80 anos, 145 tinham idades entre os 70 e os 79 anos, 64 entre os 60 e 69 anos, 19 entre 50 e 59 e oito entre os 40 e os 49.

Do total das pessoas infetadas, a grande maioria está a recuperar em casa, totalizando 18.432, mais 694 relativamente a sexta-feira (+3,9%).

Os dados adiantam que 1.253 estão internadas, menos 31 (-2,4%) e 228 estão em Unidades de Cuidados Intensivos, mais seis, o que representa um aumento de 2,7%.

Os dados da DGS precisam que o concelho do Porto é o que regista o maior número de casos de infeção pelo coronavírus (1.040), seguido de Lisboa (1.033 casos), Vila Nova de Gaia (1005), Matosinhos (860), Braga (831), Gondomar (820), Maia (744), Valongo (580), Ovar (504), Sintra (480) e Coimbra com 350 casos.

Desde o dia 01 de janeiro, registaram-se 162.711 casos suspeitos, dos quais 5.166 aguardam resultado dos testes.

Há 137.860 casos em que o resultado dos testes foi negativo, refere a DGS, adiantando que o número de doentes recuperados subiu para 610, mais 91 do que na sexta-feira.

A região Norte continua a registar o maior número de infeções, totalizando 11.762, mais 438 face ao dia anterior, seguida pela região de Lisboa e Vale do Tejo, com 4.438 (mais 136), da região Centro, com 2.863 (mais 85), do Algarve com 306 (mais um) e do Alentejo com 158 casos, o mesmo número de sexta-feira.

Os Açores registam 104 casos de covid-19, mais dois que na sexta-feira e a Madeira 54, mais um.

A DGS regista também 25.456 contactos em vigilância pelas autoridades de Saúde, o mesmo número de sexta-feira.

Do total de infetados, 11.655 são mulheres e 8.030 homens.

A faixa etária mais afetada pela doença é a dos 50 aos 59 anos (3.422), seguida da faixa dos 40 aos 49 anos (3.388), e das pessoas com mais de 80 anos, em que há 2.999 casos.

Há ainda 2.751 doentes com idades entre 30 e 39 anos, 2.407 entre os 60 e 69 anos, 2.087 entre os 20 e os 29 anos e 1.785 com idades entre 70 e 79 anos.

A DGS regista ainda 328 casos de crianças até aos nove anos (menos quatro do que os reportados na sexta) e 508 de jovens com idades entre os 10 e os 19 anos.

Segundo o relatório da Direção-Geral da Saúde, 171 casos resultam da importação do vírus de Espanha, 130 de França, 82 do Reino Unido, 46 dos Emirados Árabes Unidos, 45 da Suíça, 32 de Andorra, 29 de Itália, 30 do Brasil, 24 dos Estados Unidos, 19 dos Países Baixos, 18 da Argentina, 15 da Austrália e 10 da Alemanha, além de diversos outros casos distribuídos por dezenas de outros países.

De acordo com o boletim, 53% dos doentes positivos ao novo coronavírus apresentam como sintomas tosse, 38% febre, 27% dores musculares, 25% cefaleia, 21% fraqueza generalizada e 16% dificuldade respiratória. Esta informação refere-se a 85% dos casos confirmados.

APN // ZO – Lusa

Noticias relacionadas