Atualidade Cultura Joaquim Palmela Novembro 6, 2021 (Comments off) (277)

Espaço Jackson recebe exposição sobre a RARET

Esta sexta-feira, 5 de novembro estreia a série “Glória”, a primeira série original portuguesa para a Netflix. “Glória”, de autoria de Pedro Lopes, com realização de Tiago Guedes, tem como pano de fundo Glória do Ribatejo e a RARET e é um thriller passado durante a designada guerra fria, que opôs Soviéticos e Americanos.

A Câmara Municipal de Salvaterra de Magos abre esta sexta-feira no Espaço Jackson uma exposição alusiva à RARET, com o intuito de dar a conhecer a importância deste complexo radiofónico na história contemporânea e a sua relevância para Glória do Ribatejo.

A RARET foi um organismo ligado à Rádio Free Europe, organização americana, que tinha como principais objetivos difundir, através de ondas de rádio, conteúdos políticos e outro tipo de propaganda que era censurada nos países de leste, que estavam subjugados pela URSS.

A segunda metade do século XX foi marcada por uma guerra ideológica entre Soviéticos e Americanos e no meio destas colossais potências estava montado na Glória do Ribatejo, o maior complexo radiofónico da Rádio Free Europe – a RARET, que teve um papel fundamental na designada “guerra fria”.

A instalação da RARET trouxe grandes alterações socioeconómicas à localidade da Glória do Ribatejo, que à época era apenas uma pequena aldeia rural. Com a chegada dos americanos, verificou-se a empregabilidade de mão de obra local masculina e feminina na RARET, o acesso à luz elétrica e água canalizada, saneamento básico, o asfaltamento da atual Estrada Nacional 367, a doação de terrenos para a construção da Casa do Povo, Edifício da Junta de Freguesia, Campo de Futebol, a construção de uma Escola, são alguns exemplos de beneficência por parte da RARET.

Em 2021 celebram-se os 70 anos da primeira retransmissão da RARET – a 4 de julho de 1951. A Câmara Municipal de Salvaterra de Magos assinalou esta efeméride com uma exposição retrospetiva da RARET ao ar livre e com a edição dos Cadernos de História e Memória e da Revista Cultural MAGOS sobre a RARET e a Glória do Ribatejo.

Em agosto de 2020, a Câmara Municipal inaugurou a requalificação do Espaço Jackson, o qual está umbilicalmente ligado à RARET, uma vez que foi ali que ficaram alojados os primeiros trabalhadores portugueses e americanos quando iniciaram a montagem das primeiras antenas de retransmissão, local que na altura ficou conhecido como Hotel Jackson. O nome Jackson ficou associado a Charles Douglas Jackson, Presidente da Radio Free Europe, que em 1952 visitou as instalações da RARET.