Impera o caos no Serviço de Urgência do Hospital Distrital de Abrantes

Desde o meio da tarde desta segunda-feira21 de novembro que impera o caos no Serviço de Urgência do Hospital Distrital de Abrantes. Há dezenas de doentes, com as patologias mais diversas, amontoados pelos corredores. As condições degradantes em que aguardam cuidados, além de não assegurarem nem privacidade, nem descanso, facilitam a propagação de doenças em pessoas já muito debilitadas.

A agravar este problema, na manhã desta terça-feira, colapsou o suporte informático da rede de Cuidados de Saúde Primários, na área coberta pelo Centro Hospitalar do Médio Tejo, provocando grandes atrasos no atendimento em vários Centros de Saúde. Estas reiteradas insuficiências e falhas dificultam muito a vida dos utentes e dos próprios profissionais, desgastados e exaustos.

O Bloco de Esquerda denuncia estes problemas e aponta-os como prova da necessidade de reforçar o investimento público no Serviço Nacional de Saúde. Para além de medidas de emergência que permitam ultrapassar o actual momento crítico. O Bloco de Esquerda manifesta ainda a sua solidariedade com os utentes e profissionais de saúde, vítimas do desinvestimento nestes serviços essenciais às populações.

Noticias relacionadas

Deixe um Comentario

*