Opinião – Agroglobal em grande segurança

Publicado em 06 Set 2020
Comment: Off

Num tempo em que a Covid-19 obriga ao cancelamento de eventos por razões sanitárias, Portugal assiste a um bocadinho de tudo:

Festas privadas a desafiar a doença, comícios e manifestações em formato estranho, conferências substituídas por videoconferências, festas que ninguém entende como é possível que se realizem, jogos de futebol de bancadas vazias, touradas com público… Enfim, há de tudo um pouco, para todos os gostos e desgostos.

De tudo isto sobressai um exemplo extraordinário, no Concelho do Cartaxo, num setor fundamental: a agricultura.

É internacionalmente conhecida, pela qualidade e pela dimensão, a Feira do Milho e das Grandes Culturas que se chama Agroglobal e que é das maiores do mundo. Realiza-se apenas de 2 em 2 anos na Lezíria Ribatejana, em cima daquelas que são as terras mais produtivas do país, juntinho ao Tejo. Em Porto de Muge, freguesia de Valada, ciclicamente, ali se ergue uma cidade de enormes tendas, com exposições de maquinaria de topo, com as novidades no campo da inovação tecnológica e dos fatores de produção. Ali se organizam conferências, encontros e debates onde se discute o futuro da agricultura com os protagonistas que interessam aos agricultores. É para eles esta grande feira, onde podem experimentar maquinaria nos campos de ensaios que, em 2018, ocuparam, em conjunto com a área de exposição, uns módicos 90 hectares.

Por ali passam, nos 3 dias de semana que dura a Agroglobal, dezenas de milhares de agricultores e empresários agrícolas dos 4 cantos do mundo. Por ali se habituaram a passar os dirigentes das grandes empresas, sejam de equipamentos ou de consultoria, além dos dirigentes do setor financeiros e do setor público.

Em 2020 não vamos ter Agroglobal nem as ceifeiras debulhadoras ou os tratores a levantar poeira no campo. Mas quem organiza este evento internacional não quis deixar de oferecer uma iniciativa aos agricultores.

Joaquim Pedro Torres e Manuel Paim, empresários agrícolas, são os homens da Valinveste que inventaram a Agroglobal e que, ano após ano, recebem os visitantes com quem recebe amigos em casa. E entenderam que este ano o espírito que marca a Agroglobal não iria esmorecer. E se bem pensaram, melhor fizeram:

Organizaram nada mais, nada menos do eu a grande cimeira da agricultura do ano 2020.

Terá lugar no próximo dia 11, nos campos de Porto de Muge, concelho do Cartaxo, não uma feira mas uma grande Conferência: “Portugal no Futuro, uma visão estratégica para a Agricultura, a Alimentação e o Território”. Entre muitos convidados e oradores de topo, estará a Ministra da Agricultura de Portugal, o Ministro da Agricultura de Espanha e o Comissário Europeu da Agricultura.

O espaço é enorme e os convidados são poucos, para garantir a segurança sanitária. Mas, on-line, poderemos ser tantos quantos quisermos a acompanhar esta conferência.

Um exemplo, sem dúvida. Uma forma de substituir em grande uma grande iniciativa. Assim soubessem todos fazer…

Opinião

La Salette Marques, Consultora de Comunicação.
Autarca na Assembleia Municipal do Cartaxo.

Noticias relacionadas