Opinião/2022 Joaquim Palmela Maio 18, 2022 (Comments off) (254)

Opinião – Fe(zada) na privacidade

É inesgotável e inabalável a fé que temos nas capacidades dos seres humanos. Tanta como a que temos na finitude da estupidez. Contudo, esta é mesmo surpreendentemente infinita. Sim, é imensa a criatividade para construir e tão intensa a usada para destruir. Estão cavadas as trincheiras de um lado e, do outro, não nos conseguimos libertar desta batalha entre o bem e mal, o preto e o branco, a defesa do coletivo e a proteção do individual.

Temos direito à privacidade, queremos segurança e consideramos ser um dever do Estado garantir respostas públicas imediatas aos problemas que enfrentamos. Mas consentirmos que o Estado tenha acesso a dados essenciais à construção dessas respostas, mediante o cumprimento das leis… Isso é que não. Não hesitamos em clicar “OK” perante uma qualquer empresa privada. Google, Facebook ou Amazon: é tranquilo, não temos nada a esconder. Agora o Estado de direito democrático poder aceder a esses dados: jamais.

Quão ridículos são, afinal, os princípios em que assenta a defesa do nosso direito à privacidade? Para a publicidade a uma qualquer criptomoeda, os nossos metadados são usados à vontade e à vontadinha. Para nos podermos defender de uma qualquer suspeita ou acusação sem fundamento, abdicamos deles e apelidamos de abuso qualquer uso que se ouse projetar.

Sejamos razoáveis, façamos login e aceitemos os termos e condições para uma luta coerente e em que nada (nada mesmo) se sobreponha ao respeito pela dignidade humana. É só isto. E é tão simples.

Opinião Nuno Mário Antão

Salvaterra de Magos, 18 de maio de 2022

A Ponte

Sanna Marin, Magdalena Andersson e Élisabeth Borne. Três primeiras-ministras europeias. Em tempos de provação, a sensibilidade e a firmeza, inerentes à decisão feminina, podem revelar-se fundamentais para reconstruirmos as pontes de diálogo e de paz.

O Muro A guerra… Fútil e inútil! 83 dias depois, as “conquistas” são apenas morte e destruição. Porquê? Para quê? Até quando?