Opinião/2022 Joaquim Palmela Junho 1, 2022 (Comments off) (354)

Opinião – IMI (Imposto muito injusto)

Acabo de pagar o Imposto Municipal Sobre Imóveis IMI. Guardo sempre para o último dia para partir a porca mealheiro que faço para pagar este Imposto Muito Injusto IMI. 

Milhares de famílias recorrem às poupanças para pagar o IMI. 

E quem não consegue poupar porque tem parcos rendimentos, por desemprego, por doença ou outra razão?  

Incorre num processo fiscal com custos galopantes e, em alguns casos, penhora quando ainda existe alguma coisa para penhorar. 

Quantas famílias perderam a sua casa e viram os salários penhorados por causa deste imposto? 

O IMI é um Imposto Muito Injusto porque na maioria dos casos estamos a ser tributados sobre o bem que é do banco e do qual somos apenas usufrutuários até ao dia em que não podermos pagar a prestação e formos alvo de uma penhora ou duma doação por incumprimento.  

O IMI é um imposto inconstitucional, porque viola o Direito à habitação digna contemplado na Constituição da República Portuguesa.  

Ainda mais injusto é saber que os fundos imobiliários que gerem imóveis de milhões e os partidos políticos não pagam IMI, inclusive os partidos da geringonça que nos seus discursos defendem os trabalhadores e as famílias. 

O PCP tem imóveis a render fortunas na Avenida da Liberdade em Lisboa sem pagar um cêntimo de IMI. O mesmo acontece nos imóveis que o PCP arrendou no concelho de Benavente nos prédios das suas sedes.  

Falo do PCP porque é o único partido que conheço com património arrendado no concelho onde vivo, mas sei que todos aproveitam a benesse que os seus deputados criaram e da qual não abdicam. 

O IMI é fixado pelas assembleias municipais por proposta das câmaras. No concelho de Benavente temos uma taxa média e não houve qualquer desconto para as famílias com filhos como acontece noutros concelhos da região. 

No concelho de Benavente, o município nunca prescindiu de um cêntimo da receita de IRS para aliviar a carga fiscal das famílias.  

Apesar de terminar o ano com os cofres cheios. 

Apesar de ter receitas de Imposto Municipal Sobre Transações acima de qualquer concelho da sua dimensão. 

A maioria comunista não abdica desta galinha dos ovos de ouro.  

Que se lixem as famílias, os jovens e os trabalhadores. 

 Opinião – Nelson Lopes  – Jornalista desde 1990. Gestor de Comunicação