Opinião/2022 Joaquim Palmela Abril 27, 2022 (Comments off) (231)

Opinião – Liberdade de Abril

Estamos em Abril, o presidente da câmara do Cartaxo, menciona no seu discurso das comemorações do 25 de Abril de 1974, que está à 6 meses em funções…
Este ano temos um sentimento de democracia diferente no Cartaxo, durante mais de 45 anos sempre foi o mesmo partido político a governar o Cartaxo, mais de 45 anos do mesmo propósito para o Cartaxo, as mesmas ideologias, as mesmas ideias…
Mais de 45 anos das mesmas pessoas, que levaram nos ao que hoje sabemos, 6 meses depois de pela primeira vez um novo partido político ter tomado posse no Cartaxo.. Num Cartaxo que alem de endividado, a lutar pela sua sobrevivência económica, que já sabíamos, sabemos agora também que era gerido sem regras, sem rigor e sem competência.


Ora vejamos, o Partido Socialista no Cartaxo, alem dos 50 Milhões de euros de divida para pagar, não tratou da manutenção das piscinas municipais no ultimo ano, o que resultou, no encerramento das mesmas por tempo indeterminado, pois todos os mecanismos de filtragem se estragaram.. Piscinas essas, que foram obra do partido socialista do Cartaxo.. foram construídas com irregularidades, não permitindo dessa maneira, por exemplo a realização de provas internacionais..
O mesmo acontece com a obra que fizeram no estádio municipal do Cartaxo, construído com irregularidades, também não permite provas internacionais de atletismo..
Destruíram um jardim centenário e construíram um parque de estacionamento, imaginem lá..
Com irregularidades..
Fizeram obras na rua São Sebastião, que causou uma inundação..
Com irregularidades..
Foram construídos vários parques infantis no Cartaxo.. agora tiveram que ser fechados, após denuncia na ASAE.. porque tinham.. Irregularidades..
Foram mais de 45 anos de irregularidades no Cartaxo..


Mas estamos em Abril, e o Cartaxo tem um sentimento de Liberdade diferente, existe uma esperança no futuro do Cartaxo por mais difícil que seja..
Esse sentimento é transversal a todas as bancadas políticas no Cartaxo, todos acham que existe uma oportunidade, de todos, poderem colocar o que já tinham guardado na gaveta, há muito tempo, ideias diferentes, que não eram aceites, não eram sequer discutidas ou consideradas, podem agora ter uma nova oportunidade e serem colocadas à discussão com este novo executivo, este “novo” partido no executivo. Projetos, ideias e desafios que tinham sido estagnados pela constante falta de interesse dos executivos anteriores, do mesmo partido político, sem capacidade em aceitar visões diferentes..
Este sentimento de liberdade, de aceitação de novas ideias, de outras ideias.. dá o verdadeiro significado ao sentimento de abril.


Mas o Cartaxo continua com muito por fazer.. E sentimentos, não fazem obras, não pagam as contas, não cuidam dos jardins..
Temos que continuar a ser exigentes, persistentes, corajosos, focados..
Porque uma batalha, não ganha a guerra..
Porque quando realmente amamos algo, como amamos a nossa terra, sabemos que como tudo na vida que se ama, tem de ser conquistado, da mesma forma que a liberdade de Abril foi conquistada e não oferecida..

Opinião . Miguel Ribeiro – Consultor de Segurança, de Tecnologias Microsoft e Administrador de sistemas.