Saúde Ana Mesquita Janeiro 18, 2022 (Comments off) (221)

Pessoas com diabetes com mais de 18 anos já podem agendar reforço de vacina

As pessoas com mais de 18 anos e comorbilidades associadas já podem agendar o reforço da vacinação contra a covid-19 através sistema de senha digital na modalidade “Casa Aberta”. Para o efeito, devem requerer uma declaração junto do seu médico assistente que comprove que são portadores de doença crónica, para apresentação no dia da administração da vacina. A declaração deverá incluir o número de registo na Ordem dos Médicos do médico que a assina, bem como a data de nascimento e números de cidadão e de utente do portador.

A Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal (APDP) congratula-se com esta decisão e reforça a importância da vacinação contra a covid-19 em todas as idades. “Esta é mais uma vitória para todas as pessoas que vivem com diabetes. Tudo indica que existe um claro benefício no reforço da vacinação contra a covid-19 em pessoas com comorbilidades associadas e a diabetes é precisamente uma das patologias que não podem ser descuradas”, alerta José Manuel Boavida, Presidente da APDP, acrescentando: “Nesta fase, é crucial vacinar o mais rapidamente possível as pessoas que constituem grupos de alto risco e está nas mãos destas avançar com o agendamento”.

No dia 23 de dezembro, a DGS recomendou a administração da dose de reforço da vacina contra a covid-19 a todos os maiores de 18 anos. Em comunicado, essa recomendação inclui a definição de vacinação “urgente e prioritária” de pessoas com 40 ou mais anos, por faixas etárias decrescentes, e pessoas entre os 18 e os 39 anos com pelo menos uma das comorbilidades definidas na norma 002/2021 terão prioridade no processo.

De acordo com o parecer da Comissão Técnica de Vacinação contra a covid-19 emitido pela DGS, estima-se que a vacinação dos grupos de risco reduza em mais de 90% o número de pessoas hospitalizadas por covid-19, pressupondo-se uma adesão elevada por parte destes.