PS acusa PSD de abandonar Pontével

O PS Cartaxo acusa o PSD de desprezar Pontével, de não ter “ideias próprias, nem projetos e nem equipas preparadas para serem alternativa”.

Em comunicado de imprensa, os socialistas realçam que “pela primeira vez em 45 anos de eleições autárquicas, o PSD Cartaxo ignora Pontével e deixa a segunda maior freguesia do concelho do Cartaxo fora da sua candidatura”.

Segundo o comunicado, “a única alternativa que restou ao PSD Cartaxo foi ficar refém do oportunismo político e colocá-lo à frente dos interesses da freguesia” e “a inclusão de Hernâni Rodrigues, candidato do PSD à Junta em 2017, no quinto lugar da lista de Jorge Pisca é a prova disso”.

O PS questiona mesmo que se assim não fosse, “o que explicaria que em 2013 em vez de apoiar o MIP de Jorge Pisca, o PSD tenha apresentado Elias Rodrigues? E se se enganaram acerca de Jorge Pisca em 2013, quando apresentaram Elias Rodrigues, porque é que em 2017 não deram apoio ao MIP, novamente liderado por Jorge Pisca, e foram apresentar a alternativa Hernâni Rodrigues em nome do PSD?”.

Por isso, o PS considera que “o PSD andou 8 anos enganado. O PSD andou 8 anos sem projeto alternativo para Pontével”, e que, “ao abandonar Pontével, diz-nos hoje, de forma muito clara, que o seu atual candidato à Câmara, João Heitor, não acredita no trabalho dos eleitos do PSD em Pontével”.

O comunicado conclui, desta forma, que “João Heitor não acredita no futuro de Pontével, nem na importância do PSD para o futuro da segunda maior freguesia do concelho”.