Opinião: Miguel Ribeiro – Reclamar nas Redes Sociais?

Publicado em 09 Out 2020
Comment: Off

É uma questão que se coloca, e que geralmente é alvo de controvérsia e grande discórdia pela população em geral, nas redes sociais.
Devemos ou não reclamar nas redes sociais? Seja por maus serviços de entidades privadas, ou públicas, seja por motivos pessoais ou de interesse publico..

O primeiro ponto que devemos refletir, é que a maneira como o ser humano, comunica entre si, está em constante evolução..  O ser humano, já comunicou por desenhos, por sinais de fumo, por sons, por bandeiras, por reflexos de luz, por gestos, por cartas, por telefones, pela televisão, por telemóveis, por satélites, pela internet.. etc.. 

Nós, estamos a mudar constantemente, a forma como comunicamos e adaptamo-nos a esse facto, adaptaram-se as pessoas, adaptaram-se as empresas e adaptaram-se os serviços públicos.. pelo menos parte deles.. adaptou-se a sociedade..

Nos tempos atuais, a reputação das empresas e serviços públicos, é agora avaliada pelos seus próprios “consumidores” no espaço virtual, seja nas redes sociais, nas paginas virtuais das empresas, em fóruns virtuais, em questionários de satisfação online, em ratings online, em reclamações online.. etc..  

Podemos dizer que o espaço virtual, tornou se o meio de comunicação mais utilizado entre humanos, mas não só isso, tornou-se imprescindível para o funcionamento da economia e da sociedade, e dentro desse espaço virtual temos varias vertentes, a social, a de comercio e serviços, a informativa, etc..

Sendo a que mais impacto, teve na nossa sociedade e na forma como nos relacionamos uns com os outros foi a social, através das Redes Sociais, o Facebook por exemplo tem mais de 2 Biliões de utilizadores.. Não existe outra empresa/entidade no mundo, publica ou privada, com tantos utilizadores ou interacção/actividade entre os mesmos..
Neste espaço virtual, as pessoas, foram ao longo desta ultima década, apreendendo a lidar com o mesmo, apercebendo-se do seu impacto, alcance e as suas inúmeras vantagens e desvantagens..

Com isto, surgiram novos negócios, novas maneiras de fazer negócios, novas fontes de informação, novas maneiras de vender informação, novas empresas, novas maneiras de contactar as empresas e novas maneiras de contactar entidades publicas.. Surgiram inclusive novas maneiras de fazer Politica e de fazer campanha politica, de angariar fundos, e ajudar em causas sociais.. etc..

Com tantas novas possibilidades que as redes sociais e o espaço virtual nos trouxe e as novas maneiras de podermos utilizar o mesmo,  não pode ser estranho, terem surgido também novas maneiras das pessoas reclamarem..

 Se não devia ser estranho, porque é que as pessoas, que reclamam nas redes sociais, são por vezes alvo de contestação, por parte de outras pessoas?  

Uma reclamação é uma avaliação a algo, neste caso, uma avaliação negativa.

A concordância ou não com uma avaliação, pode ser gerada por interesses mútuos ou opostos, seja como for, ela deve ser sempre vista como um factor de informação, em que as pessoas podem considerar essa informação como útil ou não, dependente dos seus critérios e interesses..

A recusa da disponibilidade da informação, nunca pode desse modo, ser considerada inocente, seja essa mesma recusa, porque motivos for..

Opinião: Miguel Ribeiro:

Consultor de Segurança Informática

Professor Voluntário na Universidade Sénior do Cartaxo

Residente e Natural do Cartaxo

Noticias relacionadas